Descrição

As Pedras Talhadas, apesar de parecerem aparentadas, são na realidade dois monólitos de granito distintos que rolaram encosta abaixo vindo a posicionar-se neste curiosa configuração harmoniosa. Estas fazem parte de um conjunto alargado de geoformas graníticas muito frequentes na serra das Talhadas, tendo origem nos enormes afloramentos graníticos caraterísticos desta região, e podem ser classificadas em formas maiores, intermédias e de pormenor. As Pedras Talhadas são um excelente exemplo de formas intermédias, nas quais também se integra o monólito mesmo à entrada das Talhadas e o monólito do Musgo, perto da Silveira. Das formas maiores, destaque para o grande monólito do monte Gralheiro com mais de 20 metros de altura, para o monólito oval de 7 metros junto à estrada do monte Gralheiro, e ainda para o curioso monólito do Cone Invertido na mesma localização.

Monólito das Talhadas

Património Natural

A serra das Talhadas tem como árvores naturais dominantes o carvalho-alvarinho, nas regiões mais atlânticas, e o sobreiro, nas encostas termófilas. As plantações de eucalipto e pinheiro são aqui muito frequentes, encontrando-se a floresta natural junto aos rios e em pequenas florestas que ainda conservam espécies notáveis como o pica-pau-malhado-grande, a erva-pombinha e o cantarelo. Nos pinhais, é frequente avistarmos bandos de perdizes e, junto aos rios, a borboleta antiopa mostra-se em voos graciosos. Na aldeia de Vilarinho aparecem as cabrinhas, feto raro, relíquia do Terciário que, pela primeira vez, foi observado nesta região.

Monólito de cone invertido
Grande monólito do monte Gralheiro
Pica-pau-malhado-grande
Erva-pombinha
Pedras Talhadas
Monólito do Musgo
Grande geoforma oval

Património Cultural

O nome desta localidade (Talhadas) tem origem nos dois monólitos que se encontram a ladear a EN333, e a sua denominação remonta pelo menos ao ano de 1527, altura em que este local ficou registado no cadastro como “Pedras Talhadas”. Estas pedras estão envoltas numa lenda que reza assim: por ocasião do geral terramoto originado pela morte de Cristo, um enorme bloco granítico rolou pela encosta abaixo e partiu-se em dois, prostrando-se um em frente ao outro como hoje ainda se pode observar, possibilitando assim a passagem da antiga estrada romana. Assim, estas pedras foram batizadas como “Pedras Talhadas” ou ainda “Irmãos Unidos”.