Descrição

A Ermida de São Pedro, erguida aqui no lugar de São Pedro do Campo, é uma homenagem ao apóstolo de Cristo, e primeiro papa da igreja católica. De datação indefinida sabe-se que, pelo menos no início do século XVII, já existiria por aqui um edifício. A construção da ermida neste planalto deve-se, provavelmente, à procura, por parte da população, da proteção divina de São Pedro, já que as rigorosas condições deste planalto serrano punham em risco as culturas cerealíferas aqui existentes. Conhecida de longa data é, também, a romaria que ainda hoje se realiza em São Pedro do Campo, todos os anos, no dia 29 de junho sendo, provavelmente, a festa mais importante da serra do Montemuro. Esta romaria foi, ao longo dos anos, um importante local de trocas comerciais, entre os habitantes da serra.

Capela de São Pedro
Víbora-cornuda
Pedra boroa do Montemuro
Fendas e sulcos lineares
Geoformas do Campo

Património Natural

A serra do Montemuro apresenta um importante património natural e paisagístico. Aqui, em São Pedro do Campo, o património geomorfológico é grande, sendo dominado por diversas formas graníticas. Testemunhando milhões de anos de evolução, centenas de geoformas compõem a paisagem. A serra do Montemuro apresenta um importante património natural e paisagístico. Aqui, em São Pedro do Campo, o património geomorfológico é grande, sendo dominado por diversas formas graníticas. Testemunhando milhões de anos de evolução, centenas de geoformas compõem a paisagem. Relativamente à biodiversidade, nesta paisagem agreste podem-se observar importantes espécies, como a víbora-cornuda, o sapo-parteiro, o azevinho ou a orvalhinha, presente em pequenas turfeiras espalhadas pelo planalto.

Azevinho