Descrição

O Marmoiral da Boavista, datado de meados do século XIII, é um monumento funerário-comemorativo românico. Por não apresentar arco na sua estrutura, este constitui-se como património único em Portugal. Segundo a lenda, a edificação do Marmoiral da Boavista foi realizada em conjunto com outros quatro memoriais: Ermida (Penafiel), Santo António (Arouca), Alpendorada (Marco de Canaveses), e Lordelo (já desaparecido, Baião). Habitualmente erigidos em caminhos ou cruzamento de vias, a sua construção está relacionada com a passagem do cortejo fúnebre de D. Mafalda, filha de D. Sancho I e neta de D. Afonso Henriques, para o convento de Arouca.

Chafariz
Pia dos Mouros
Marmoiral da Boavista - Detalhe horizontal

Património Histórico

Castelo de Paiva tem um património histórico e cultural valioso. Um exemplo disso é a Pia dos Mouros, também conhecida por Penedo de Vegide. Situado junto a caminhos antigos, este penedo apresenta duas sepulturas antropomórficas escavadas no granito, com dimensões diferenciadas. Este os tenta pormenores curiosos, como os apoios para a cabeça, bem como sulcos transversais na base. Este tipo de estruturas, datadas do período entre o século VI e o século XIII, possuíam ainda uma laje, que selava a sepultura após o enterramento. Outro local de interesse é o centro histórico de Sobrado, onde podemos desfrutar de uma série de edifícios de manifesto valor arquitetónico e cultural, como a Igreja Matriz, o Chafariz, o Edifício da Cadeia ou os Paços do Concelho. <br /> Virado para o Douro, na localidade de Freixo, pode-se contemplar o Anjo de Portugal. Feita em bronze, esta estátua mede 12 metros de altura e pesa cerca de 12 toneladas. Possui ainda uma escadaria que conduz os visitantes a uma pequena capela, e que tem continuidade até à margem do rio.

Igreja do Sobrado
Anjo de Portugal
Marmoiral da Boavista