LINHA B

Bestança

O rio Bestança rasga a serra do Montemuro, na direção sul-norte, aproveitando uma falha para o desenvolvimento de um vale encaixado de grande beleza (B7 – Vale de Fratura do Bestança). Aqui sucedem-se fragas (B5 – Fragas de Penavilheira), cascatas (B4 – Cascata da Ribeira de Tendais) e estruturas construídas pelo homem (B3 – Ponte de Covelas e B6 – Eiras da Lage), numa harmonia sem par, salpicada de frondosos carvalhais, do cimo do Montemuro até ao desaguar no Douro. As levadas, presentes em todo o vale para dar força aos rodízios dos moinhos e para alimentar os regadios e lameiros, são visita obrigatória para quem quer contemplar a natureza ao som do murmurejar da água.