LINHA A

Arada

A serra da Arada localiza-se no extremo oriental do maciço da Gralheira, atingindo no seu cume 1071 metros. A Arada tem vales rasgados em xisto e granito que lembram destinos exóticos de continentes perdidos. A sua riqueza em minério foi aproveitada no passado recente, como testemunham as minas de Rio de Frades (A7) e de Regoufe (A9), com galerias que transformaram a pedra dura num autêntico queijo suíço. Os rios e ribeiras de águas límpidas que aqui abundam, com destaque para o Paivô e para a Landeira, originaram uma das mais densas redes de piscinas naturais de Portugal e, por isso, constituem paragem obrigatória da RAP: Poços da Ponte Teixeira (A1), Poço Azul (A2), Poços do Paivô (A8) e Lagoas de Drave (A10). Finalmente, as cristas quartzíticas dispostas como livrarias gigantes e os rastos fósseis de trilobites com 480 milhões de anos são visitáveis nas Livrarias da Pena (A12), São Macário (A13) e Deilão